O que levar em conta na hora de escolher onde morar?

A mudança de endereço é um momento importante, seja na hora de escolher onde morar ou para onde levar uma empresa.

Quando a mudança é do lar, a escolha do novo local para morar costuma ser muito pessoal, mas há alguns pontos que você precisa levar em conta para aproveitar o bom momento para comprar imóveis.

A seguir, relacionamos os principais motivos que levam uma pessoa a se arrepender da escolha da nova casa ou apartamento.

1. A expectativa de desenvolvimento da região

A maior parte das pessoas que estão procurando um novo apartamento ou outra casa para morar se preocupa mais com o conforto do espaço.

Isso não está errado, mas tão importante quanto a estrutura do imóvel, é a perspectiva de crescimento econômico da região, por isso é fundamental pesquisar sobre o  mercado imobiliário de Fortaleza.

Então, escolha bairros que tenham boas expectativas de desenvolvimento socioeconômico, segurança e serviços, pois, provavelmente o imóvel será valorizado com o tempo.

2. O custo de vida do novo endereço

Não adianta encontrar a casa dos seus sonhos ou aquele apartamento que você tanto deseja se não conseguir custear os impostos anuais do imóvel ou as despesas do dia a dia.

Definir o seu padrão real de vida é um ponto básico para escolher onde morar para não se arrepender com o valor do IPTU ou até mesmo do pãozinho francês da padaria.

O ideal é que seja feita uma sondagem pela região, avaliando o tipo de comércio que está disponível para os moradores.

Certamente você não achará interessante morar no imóvel que sempre quis tendo que pagar muito mais com alimentação do que em um bairro com custo de vida mais acessível.

3. A segurança nas redondezas

Outro ponto fundamental, que está muito associado à expectativa de desenvolvimento da região, é a segurança das redondezas do imóvel.

Viver à espreita da violência, com receio constante de assaltos, furtos e afins, não proporciona uma qualidade de vida adequada.

Então, se você pode escolher onde morar, opte por uma região que te proporcione a segurança de andar tranquilamente pelas ruas ou não se preocupar ao parar o carro na frente do imóvel.

Além de informações das instituições de segurança, você pode facilmente avaliar esse aspecto pela quantidade de imóveis à venda na região, assim como câmeras de segurança e iluminação pública. O bom e velho bate papo com pessoas que moram no local também pode lhe ajudar na decisão.

4. A infraestrutura do bairro escolhido

A menos que você busque sossego, tenha um transporte particular e opte por um imóvel em um condomínio afastado ou um sítio, você precisará de uma infraestrutura básica por perto.

Padaria, supermercado, salão de beleza, farmácias, petshop e escolas são itens óbvios, que todo mundo olha ao escolher onde morar. Mas infraestrutura é muito mais do que isso.

Observe se a região tem hospitais, sejam públicos ou privados, fácil acesso às principais vias da cidade, transporte público acessível e até mesmo unidades de instituições públicas, como delegacia de polícia.

Afinal, quanto mais acessível for o seu dia a dia no novo endereço, menos tempo você irá despender com deslocamentos e mais valorizada será a região.

5. Ajuda profissional para escolher onde morar

Apesar de parecer simples, avaliar todos os pontos acima pode ser complexo para quem está ansioso em para se mudar.

Por isso, é recomendável que as pessoas busquem auxílio especializado para as ajudá-las a definir o melhor apartamento ou casa para morar.

Além de reduzir complicações decorrentes de escolhas mais emocionais e menos racionais, o comprador terá maior tranquilidade e praticidade, não tendo que demandar muito tempo do seu dia na busca pelo imóvel.

Então, conte com a equipe da Alian Soluções Imobiliárias para dar esse importante passo em sua vida, sem arrependimentos. Basta entrar em contato conosco.

A expectativa do setor imobiliário com a aprovação Reforma da Previdência

A aprovação do texto base da Reforma da Previdência, com grande margem na Câmara dos Deputados, injetou esperanças no setor imobiliário.

Nos próximos meses, a expectativa é de que a projeção de economia desejada pelo Governo Federal seja mantida com a aprovação dos principais pontos do texto base proposto.

Mas, por que essa reforma gera tanta movimentação no mercado imobiliário? Confira em nosso artigo!

A saúde do setor imobiliário

O setor imobiliário é, basicamente, movimentado por financiamentos de imóveis e investimentos de grandes empresas, como as empreiteiras.

Quando a economia do país se encontra debilitada, a insegurança permeia todas as transações econômicas, deixando o investidor mais conservador e o consumidor mais cauteloso por causa das variações da inflação, escassez do pleno emprego e instabilidade da taxa de juros.

Dessa forma, tanto as grandes empresas deixam de investir no mercado imobiliário, como os consumidores têm seu poder de compra reduzido com menor respaldo financeiro em investir a longo prazo.

Para crescer, o setor imobiliário precisa de uma economia estável ou em plena ascensão, que gera confiança no mercado, emprego e incentivos para financiamentos imobiliários.

A importância da Reforma da Previdência

O Brasil chegou a um ponto em que a desregulação das contas públicas, alavancadas pelo déficit da Previdência, gerou descrença na saúde econômica do país.

Apesar de a aprovação do texto proposto pelo Governo Federal não ser a solução de todos os problemas, ela representará um passo significativo na busca pelo equilíbrio das contas públicas.

Isso porque, com a aprovação da Reforma da Previdência, o mercado espera que o Governo detenha maior controle sobre seus gastos obrigatórios no decorrer dos anos.

Tal medida, como dito, é fundamental para que os investidores — principalmente os externos — percam o medo de investir em um país que pode “quebrar” em 10 ou 20 anos.

O que esperar em cenários antagônicos

Com maior confiança na saúde da economia nacional por parte dos investidores, a aprovação da Reforma da Previdência tenderá a aumentar os investimentos no setor de construção civil e gerar crédito imobiliário.

Mas é preciso lembrar que essa reforma é apenas mais um passo, iniciado com a Reforma Trabalhista e que deve ser seguida pelas aclamadas Reformas Políticas e Fiscal.

Também é importante ficar de olho no mercado e acompanhar sistematicamente a economia brasileira para dar o melhor suporte possível aos investidores que desejam aproveitar os preços mais acessíveis de imóveis ou mesmo vender uma casa ou apartamento hoje. 

Então, entre em contato com a Alian Soluções Imobiliárias, pois temos um setor especializado para ajudar você.

Mercado imobiliário de Fortaleza: confira novidades e principais tendências para segundo semestre de 2019

Lançamentos, queda da taxa de juros e procura por imóveis de praia são algumas das tendências que têm se consolidado para o mercado imobiliário de Fortaleza no segundo semestre de 2019. Confira mais em nosso blog!

As previsões iniciais para o mercado imobiliário de Fortaleza em 2019 têm se confirmado, ainda que a economia do país não tenha deslanchado de vez.

Essa movimentação é percebida, principalmente, pela valorização de 3,1% do metro quadrado  da capital do Ceará, no acumulado dos últimos 12 meses, segundo o jornal O Povo.

Mas, o que esperar para o segmento neste segundo semestre de 2019?

Lançamentos aquecem o mercado imobiliário de Fortaleza

Os lançamentos de empreendimentos de alto padrão estão elevando o Valor Geral de Vendas (VGV) dos imóveis verticais de Fortaleza.

A tendência é de que o crescimento de 29%, registrado em maio, se mantenha até o final do ano com a projeção de novos empreendimentos na capital e região metropolitana.

Há uma expectativa do segmento imobiliário de que sejam obtidos resultados similares aos de 2015, quando a crise atual ainda não estava tão forte.

Procura por imóveis de praia apresenta alta

Apesar de Fortaleza estar cada vez mais vertical, uma tendência mundial em todas capitais e grandes centros urbanos, a procura por imóveis de praia, tem apresentado alta na cidade.

Isso se dá pela expectativa de melhoria na economia nacional, pela queda no valor venal dos imóveis do país nos últimos anos e também pelo aumento do preço médio do aluguel, registrado em maio.

A segunda moradia, como são chamados os imóveis beira mar, tem muito apelo turístico e é tida como um excelente investimento imobiliário, ainda mais com o aumento do turismo nacional.

Busca maior por unidades compactas

Seguindo a tendência das grandes capitais brasileiras, o mercado imobiliário de Fortaleza tem observado busca maior por apartamentos compactos.

Além de questões econômicas, o crescimento do número de solteiros, impulsionado pelo aumento de 8,3% no número de divórcios em 2017, segundo o IBGE, tem moldado o segmento imobiliário da cidade. Afinal, esse tipo de imóvel, além de, normalmente ser mais barato, é ideal para quem não precisa de muito espaço, como quem vive sozinho.

Encantamento pelos condomínios horizontais e seus serviços

Apesar de o termo popularização remeter a algo que fica mais acessível, os condomínios horizontais da região metropolitana de Fortaleza são para um público seleto.

Empreendimentos de alto nível, que oferecem conforto extra para seus moradores, através de vários diferenciais, têm ganhado as graças de quem valoriza morar em casa e não “apês”.

Alguns desses condomínios oferecem serviços especiais, como compartilhamento de transporte interno. Outros dispõem até de espaço refrigerado na portaria para receber os produtos frescos comprados pelos moradores durante seu expediente. Academias compartilhadas, espaço de lazer e por aí vai. Facilidades importantes para quem vive a correria do dia a dia e quer maior conforto.

Redução da taxa de juros da Caixa facilita financiamento imobiliário

A redução da taxa de juros pela Caixa Econômica Federal para os financiamentos imobiliários promete uma melhora ainda maior no mercado imobiliário, que já tem se valorizado em Fortaleza.

Trata-se, portanto, de um momento oportuno para quem deseja vender imóveis, pois a redução na taxa de juros é muito significativa na composição do valor das prestações.

Ao observarmos a movimentação do mercado imobiliário de Fortaleza e as perspectivas da economia no Brasil, há claros sinais de um esforço de melhoria no setor imobiliário. Os primeiros meses do segundo semestre de 2019 serão importantes para a consolidação desses resultados e para delinear as expectativas para 2020.

Para ficar por dentro de todas essas movimentações, acompanhe a Alian Soluções Imobiliárias no Facebook e no Instagram. E não hesite em nos procurar para tirar quaisquer dúvidas sobre as melhores regiões da cidade.